A nova ofensiva de Lula contra Campos Neto, celulares para crianças, livro de Ziraldo suspenso: todos os episódios da semana de O Assunto

Brasil
O Assunto é o podcast diário do g1. Perdeu algum? Aproveite o fim de semana para maratonar. Você pode ouvir O Assunto no g1, no Globoplay, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Deezer, na Amazon Music, no Hello You ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga O Assunto, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.
O Assunto é o podcast diário do g1, apresentado por Natuza Nery, e publicado de segunda a sexta-feira. Perdeu algum episódio da semana? Você pode aproveitar o fim de semana para maratonar! É só colocar o fone e dar o play! Nesta semana também na apresentação: Julia Duailibi.
#1.236: Celular deve ser banido para crianças e adolescentes?🎧
O lançamento do novo livro do psicólogo social Jonathan Haidt ( “The Anxious Generation”, ou “A Geração Ansiosa”, em tradução livre) mobilizou famílias de diversos lugares do mundo contra o uso de celulares. Ao constatar que a exposição excessiva de telas e redes sociais para crianças e adolescentes resulta em queda no desempenho escolar, problemas na socialização, falhas no desenvolvimento cognitivo e riscos severos à saúde mental, Haidt recomenda que os celulares devem ser dados só a partir dos 14 anos. Começam, assim, a ganhar corpo organizações que unem pais e mães para proibir coletivamente o acesso dos filhos a esses dispositivos — é o caso do Movimento Desconecta, descrito neste episódio por uma de suas fundadoras, Camila Bruzzi. O escritor e roteirista Antonio Prata (pai da Olivia, 10, e Daniel, 9 anos) analisa as motivações e as consequências da permissividade exagerada com o uso dos eletrônicos. Natuza Nery também entrevista Lucia Dellagnelo, doutora em educação pela Universidade de Harvard e consultora de políticas de educação digital do Banco Mundial, sobre o uso da tecnologia nas escolas.
#1.237: Greve nas federais – o impasse🎧
Há mais de dois meses professores de universidades federais se juntaram à paralisação de técnicos administrativos, cuja greve começou em março. Entre as reivindicações está o reajuste salarial ainda em 2024, plano de carreira, mais investimento e a revogação de medidas adotadas nos governos de Michel Temer e de Jair Bolsonaro. O governo, no entanto, oferece reestruturação de benefícios para este ano, mas reajuste só a partir de 2025. Para entender o impasse em torno da negociação – e por que a categoria negou a proposta feita no fim da semana passada – Natuza Nery conversa com o repórter Bruno Alfano, do jornal O Globo, e com Ursula Peres, professora de Orçamento e Finanças Públicas da USP e pesquisadora do Centro de Estudos da Metrópole. Ursula detalha com quais outras fatias da Educação professores e servidores disputam orçamento e analisa se há espaço para os reajustes, em um momento em que o governo federal é pressionado pelo corte de gastos, de olho no cumprimento da meta fiscal.
#1.238: A nova ofensiva de Lula contra Campos Neto🎧
Às vésperas da próxima decisão do Comitê de Política Monetária do Banco Central, nesta quarta-feira (18), que pode encerrar o ciclo de cortes na Selic, a taxa básica de juros, Lula partiu para cima do presidente do BC, Roberto Campos Neto. “Trabalha para prejudicar o país”, disse o petista, que também questionou o que considera falta de autonomia do Banco Central. Neste ponto, Lula se referia à presença de Campos Neto em evento oferecido pelo governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), aliado de Jair Bolsonaro e seu potencial adversário nas eleições de 2026. Para entender o impacto destas falas em um cenário econômico desafiador para o governo e as expectativas acerca da troca da presidência do Banco Central, no segundo semestre, Natuza Nery recebe Maria Cristina Fernandes, colunista do jornal Valor Econômico e comentarista da Rádio CBN e da GloboNews. Conversa também com a economista e professora do Insper Juliana Inhasz.
#1.239: O Pantanal consumido pelo fogo🎧
Maior planície tropical inundável do mundo, o bioma ocupa 150 mil km² em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Berço de pelo menos 1,2 mil espécies de animais – como a onça pintada e a arara-azul – além de milhares de espécies de plantas. Toda essa biodiversidade está ameaçada pelo avanço do fogo. Entre janeiro e junho, foram mais de 2,3 mil focos de incêndio, um recorde. Uma área equivalente a três cidades de São Paulo já foi devastada, e a situação registrada em 2024 caminha para ser a pior da história. Neste episódio, Natuza Nery conversa com a jornalista Claudia Gaigher, e com o biólogo Gustavo Figueiroa, diretor de comunicação do SOS Pantanal. Claudia descreve a situação crítica do Pantanal e pontua os sinais que anteciparam a crise. Ela lembra como o fogo faz parte do ciclo pantaneiro, mas diz que ele atinge níveis preocupantes desde 2020, até então o ano da pior tragédia ambiental do bioma. Direto da região com o maior número de focos de fogo, Gustavo relata a luta para o combate aos incêndios e fala das cenas que mais o chocaram: carcaças de jacarés mortos e as dificuldades logísticas para se deslocar até a “cabeça do fogo” na tentativa de salvar a região.
#1.240: Livro de Ziraldo suspenso – o banimento da arte🎧
O livro “O Menino Marrom” foi retirado de escolas municipais de Conselheiro Lafaiete, em Minas Gerais, depois da pressão de famílias de estudantes que classificaram a obra como “agressiva”. Lançada pelo cartunista Ziraldo há quase quatro décadas, o livro conta a história de dois amigos – um negro e um branco. A suspensão de livros e o questionamento sobre seus conteúdos não é uma novidade, tampouco exclusividade brasileira. Livros do escritor britânico Roald Dahl como ‘Matilda’ e ‘A Fantástica Fábrica de Chocolate’ foram reeditados e tiveram palavras substituídas. Na música, o cantor e compositor Chico Buarque excluiu de seu repertório a canção “Com açúcar, com afeto”, que retratava uma relação considerada abusiva entre um homem e uma mulher. Para entender o que a suspensão, o banimento e a revisão das artes revelam sobre a sociedade contemporânea, Natuza Nery conversa com Marisa Lajolo, escritora, professora e crítica literária. Professora do curso de Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Marisa avalia que a suspensão da obra de Ziraldo em Minas Gerais “não é um fato isolado”. Ela relembra obras que foram banidas e perseguidas durante séculos, e pontua a necessidade de famílias, educadores e escolas conversarem com crianças e adolescentes sobre suas leituras: “o livro precisa ser discutido. É preciso ler com os filhos”, conclui.
VEJA CORTES DO ASSUNTO EM VÍDEO
O podcast O Assunto é produzido por: Mônica Mariotti, Amanda Polato, Carol Lorencetti, Gabriel de Campos, Luiz Felipe Silva, Thiago Kaczuroski e Sarah Resende. Apresentação: Natuza Nery. Nesta semana colaboraram também: Camila da Silva e Vivi Mateus.
Natuza Nery comanda o podcast O Assunto
g1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *