Governo publica MP que autoriza uso de aeronaves estrangeiras no combate a incêndios e em situações de emergência

Politica
Texto muda Código Brasileiro de Aeronáutica, que permitia voos com tripulantes estrangeiros apenas em caso de reciprocidade ou acordo bilateral. Medida pode facilitar ajuda no combate a incêndios florestais, como no Pantanal. Avião usado no combate as chamas no Pantanal, Air Tractor
Bruno Rezende/Governo de MS
O governo publicou uma Medida Provisória (MP) autorizando o uso de aeronaves estrangeiras no combate a incêndios e em situações de emergência, sem a necessidade de um acordo bilateral. O texto está na edição do Diário Oficial da União desta quarta-feira (10).
Na prática, a MP altera o Código Brasileiro de Aeronáutica. Pela lei, voos com tripulantes estrangeiros no espaço aéreo brasileiro só podem acontecer quando existe reciprocidade com o país de origem ou um acordo bilateral.
A medida publicada pelo governo nesta quarta-feira dispensa as exigências em dois casos:
situação de emergência ou estado de calamidade pública, reconhecidos pelo Poder Executivo federal;
existência de emergência ambiental.
De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal “O Globo”, a MP foi editada a pedido do ministro de Portos e Aeroportos do Brasil, Silvio Costa Filho, no contexto dos incêndios no Pantanal.
A expectativa é que a retirada das exigências previstas no Código Brasileiro de Aeronáutica facilite a cooperação internacional ou contratação de aeronaves estrangeiras no combate a incêndios florestais.
No caso do Pantanal, o bioma está sendo consumido pelo fogo há mais de três meses. Mais de 762 mil hectares foram destruídos, provocando destruição e a morte de animais.
Os focos de incêndio diminuiram nos últimos dias com o avanço a chegada da chuva e a redução da temperatura na região.
VÍDEOS: mais assistidos do g1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *