Quadrilha suspeita de mais de 10 roubos é presa após matar motorista por aplicativo no interior de SP

Brasil
Última vítima havia desaparecido durante a noite de terça-feira (21) e teve o corpo localizado em uma área de mata de Pedreira. De acordo com a polícia, suspeitos agiam com violência e tinham entre as vítimas motoristas e até estabelecimentos comerciais. Eliel Rodrigues Soares tinha 26 anos e trabalhava como motorista por aplicativo; suspeitos foram presos pela manhã
Reprodução/EPTV
Quatro homens, suspeitos de envolvimento em mais de 10 ocorrências de roubo, foram presos na manhã desta terça-feira (21) após assaltar e matar um motorista por aplicativo. A vítima, que tinha 26 anos, desapareceu e teve o corpo localizado em uma área de mata em Pedreira, no interior de São Paulo, com um tiro na nuca.
De acordo com o delegado Alexandre Henrique da Silva, Eliel Rodrigues Soares sumiu por volta das 20h após fazer várias transferências bancárias que totalizaram cerca de R$ 900. O valor foi retirado de uma conta que ele tinha com um irmão, que ficou desconfiado. A polícia foi chamada e deu início às buscas. Confira detalhes do caso:
📲 Participe do canal do g1 Campinas no WhatsApp
👉 Como os suspeitos agiram? Ainda não há informações de como a abordagem ocorreu, mas o delegado afirma que as transferências foram feitas pelo celular da vítima que, naquele momento, já estava morta. O carro que ele usava para trabalhar não foi roubado.
👉 Como a polícia chegou até os suspeitos? A Polícia Civil detalha que conseguiu informações sobre uma das transações bancárias. “Conseguimos verificar quem foi o beneficiado por essa transferência. A partir daí, começamos as diligências”, afirma o delegado.
“Conseguimos identificar quem transferiu. Essa pessoa foi identificada, conseguimos verificar para quem ela transferiu, porque ela transferiu para outras pessoas envolvidas nesse crime. A investigação começou a criar corpo e conseguimos capturá-los”.
👉 Os suspeitos haviam cometido outros crimes? Alexandre afirma que eles cometeram mais de 10 roubos só em Pedreira. “Roubos em estabelecimentos comerciais, motoristas de aplicativo, residência, usando violência, brutalidade, batendo em vítimas”, pontua.
👉 Ainda há outros suspeitos? Além dos quatro presos nesta terça, a polícia acredita que outros envolvidos nesses crimes continuam soltos. Há, inclusive, menores de idade entre os integrantes da quadrilha. “A investigação prossegue para tentar prender todos esses indivíduos. [Porém], o núcleo forte dessa associação criminosa dessa quadrilha foi desmantelado hoje”.
Por meio de nota, a Karbi, responsável pelo transporte por aplicativo, informou que está colaborando com o caso e disponibilizando todas as informações necessárias para a investigação. “Infelizmente aconteceu essa fatalidade. Estamos muito triste com tudo isso e, o que estiver ao nosso alcance, estaremos à disposição da família e da investigação”, completou.
Outra vítima
Outra motorista por aplicativo afirma ter sido vítima do mesmo grupo. Atuando para uma empresa que estuda colocar câmeras de segurança dentro dos carros, ela contou à EPTV, afiliada da TV Globo, detalhes da situação que vivenciou.
“Apareceu um rapaz com um revólver 38 na mão, aí ele virou pra mim e falou assim: ‘fica quietinha e desliga o motor’. Nisso ele tacou a mão pelo vidro e desligou o motor do carro para não fazer barulho, com a arma apontada para mim, na minha cabeça.
“Nisso eu percebi que tinha um segundo, atrás, tentando abrir as portas traseiras do carro. Ele tentou tomar meu celular da minha mão, o que estava com a arma. Eu tirei o celular da mão, joguei no banco do passageiro e abaixei o freio de mão. Engatei a segunda e saí”.
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias sobre a região na página do g1 Campinas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *